PARECER CREMEC Nš 05/2006
19/06/2006

 

PROCESSO: CONSULTA Protocolo No. 02488/06
ASSUNTO
: Uso da medicação Avastin para substituir o Visudyne na Terapia Fotodinâmica.
INTERESSADO
: Célula de Atenção Especializada (CAE) da Secretaria de Saúde do Município
PARECERISTA
: Câmara Técnica de Oftalmologia

 

DA CONSULTA:

A gerente da Célula de Atenção Especializada, CAE, da Secretaria de Saúde do Município, Sra. (ta) Cristiane Rodrigues de Sousa, através do Ofício nš 207/2006, informa que "vem recebendo solicitações para autorizações de alguns procedimentos que não estão incluídos na tabela SUS. Dentre estes está a Terapia Fotodinâmica(PDT), realizada com a medicação Visudyne."

Concluindo o ofício em epígrafe, refere ainda a gerente da CAE que "Em virtude do elevado custo da referida medicação, solicitamos de V.Sa. Parecer Técnico no sentido de esclarecermos se a medicação Avastin pode ser utilizada para substituir o Visudyne na Terapia Fotodinâmica."

DO PARECER:

  1. A droga Bevacizumab (AvastinÒ ) é um anticorpo monoclonal direcionado contra o fator de crescimento endotelial vascular (VEGF). O VEGF está implicado como um dos maiores estímulos angiogênicos responsáveis pela neovascularização. Esta medicação foi aprovada pela "Food and Drug Administration" (FDA) para tratamento de pacientes com câncer metastático no sentido de prolongar a sobrevida;
  2. Na oftalmologia, o Avastin começou a ser pesquisado há cerca de um ano para tratamento de membranas neovasculares secundárias à Degeneração macular relacionada à idade (DMRI), Miopia e Membranas Idiopáticas, bem como para Doenças Vasculares Retinianas Oclusivas e Retinopatia Diabética;
  3. O seu uso ainda não foi aprovado pela FDA, visto o curto prazo em que as pesquisas estão em andamento, para o tratamento da DMRI; os resultados preliminares, entretanto, têm-se mostrado promissores;
  4. A Terapia Fotodinâmica (PDT), por sua vez, é um tratamento também direcionado para destruição dos neovasos subretinianos através da ativação do VisudyneÒ , injetado pela via endovenosa, pelo laser diodo. A sua utilização é aprovada pela FDA e amplamente divulgada no mundo inteiro há cerca de seis anos.
  5. A droga Bevacizumab (AvastinÒ ) não substitui o Visudyne na Terapia Fotodinâmica, sendo o seu uso, na realidade, uma busca de uma nova opção terapêutica para as doenças retinianas citadas no item 2. O tratamento deve ser feito através de injeções intraoculares seqüenciadas e sem utilização do laser de diodo.

 

CONCLUSÃO:

A proposta inicial do Avastin não visa substituir a Terapia Fotodinâmica. No entanto, se as pesquisas continuarem a mostrar resultados semelhantes aos já obtidos nos estudos preliminares, acreditamos que se tornará uma nova opção para o tratamento das enfermidades supracitadas. Muitos centros estão desenvolvendo protocolos utilizando o Avastin na tentativa de reproduzir resultados semelhantes ou superiores aos já encontrados com o uso do PDT. Tal conduta, entretanto, é realizada a nível experimental, com consentimento dos pacientes envolvidos, e, portanto, não podemos ainda divulgar este medicamento como a melhor opção terapêutica para a DMRI .

A Câmara Técnica de Oftalmologia conclui que o uso da droga Bevacizumab (AvastinÒ ) é um tratamento experimental, sendo necessário, para realizá-lo, cumprir todo o protocolo dos procedimentos assim classificados, sob aprovação e Parecer da Comissão de Ética em Pesquisa em Seres Humanos.

 

Fortaleza, 19 de junho de 2006

Dra. Danielle Limeira Lima Costa-CREMEC 6881

Dr. Jailton Vieira Silva-CREMEC 5622

Dr. Antônio Augusto Matos Pires-CREMEC 3937

Dr. Manoel Augusto Dias Soares-CREMEC 1288