PARECER CREMEC nş 09/2007
31/03/07

PROCESSO: CONSULTA Protocolo No. 6691/06
ASSUNTO
: O condicionamento, feito por alguns planos de saúde, da autorização para a cirurgia de varizes ao exame de Ecodoppler.
INTERESSADO
: SBACV-CE, Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, Regional Ceará.
PARECERISTA
: Câmara Técnica de Cirurgia Vascular.

 

DA CONSULTA:

Os planos de saúde de uma maneira em geral, estão condicionados a autorização para a realização de cirurgia vascular à solicitação prévia do exame dopplerométrico venoso, sem qualquer embasamento científico ou parâmetro da medicina baseada em evidência.

DO PARECER:

A indicação cirúrgica para varizes nos membros inferiores é baseada no calibre, extensão, trajeto e conformação do vaso venoso (veia). Na maioria das vezes, as varizes são decorrentes destas distorções nas tributárias das veias safenas internas e externas, no entanto é também bastante freqüente estas varizes não serem ramos diretos de safenas.

Apenas uma minoria dos pacientes tem varizes decorrentes de insuficiência de uma das safenas. Menos freqüente ainda, são as varizes secundárias insuficiência do sistema venoso profundo.

Portanto a indicação cirúrgica das varizes é baseada apenas em um bom exame clínico, ressaltando principalmente, à inspeção, palpação e alguns testes semiológicos.

O Doppler venoso é apenas solicitado no planejamento terapêutico quando existe suspeita de comprometimento concomitante do sistema venoso profundo, ou dúvida por parte do médico especialista quanto ao envolvimento ou não da Veia Safena e/ou perfurantes.

CONCLUSÃO:

Não há necessidade da solicitação sistemática do exame de Doppler venoso para a indicação cirúrgica das varizes, já que a indicação terapêutica é condicionada apenas à uma boa anamnese e um exame físico do paciente.

Fortaleza, 31de março de 2007.

 

Dr. Wellington Forte Alves – CREMEC 3334

Dr. Luiz Eduardo Bezerra Arcoverde – CREMEC 5672

Dr. Luiz Antônio Nolęto Guimarães – CREMEC 4534